14.1.07

Poema


Liberdade

Todo corpo é gaiola
Caminhar, respirar
Até ir embora.

Todo corpo é gaiola
Espelho é quem diz
Que presença me isola

Todo corpo é gaiola
Cada um diferente
Mas sempre livre por fora.
Severino

Um comentário:

Cris disse...

Então o que sai da gaiola quando a gente pira a cabeça?!

adorei!
beijão